quarta-feira, 18 de maio de 2005

"êcóla ténica parové"

Nada como um van drogas básico na madrugada de quarta!

E nada como a amizade dos amigos!

Um comentário:

J.Rousselet Schüler disse...

O surrealismo do "Inesperado de Almeida" de fato é surreal... aquele uruguaio deve ser/habitar/viver em uma dimensão paralela. Alguém tinha visto ele sentado lá do outro lado? Alguém o chamou? huehuehue... e depois, alguém viu onde ele foi parar ????