terça-feira, 10 de março de 2009

Ah, a difícil vida chinesa

Tudo bem, estou num clima total aprender chinês, então acabo precisando dividir. Hoje estou encafifada com os caracteres. Não que já não estivesse há tempos, mas eles são sempre uma confusão à parte.

Tem coisas que eu acho que só chineses fazem. À lista
- Falar chinês
- Ler chinês
- Escrever chinês
- Fazer número 2 nos banheiros cujas louças sanitárias estão acopladas ao chão.

Forçoso dizer que, bem ou mal, já experimentei todas as tentativas acima. Reitero, a técnica aprimorada de qualquer um dos itens implica ter nascido na China.

Sobre o aprendizado do mandarim, passei do nível 2 ao 3 por pura falta de opção, já disse isso por aqui. No nível 2, supõe-se aprender 1,5 mil caracteres, número que - graças ao bom Deus ou a Buda - não muda no nível 3. Imagino que seja algo assim, no 2 a gente vê vários, no 3 aprende pra valer. Eu, como parei no 1, se muito sei uns 500 caracteres. Às vezes acho que nem isso.

Dizem que para ler um jornal, são necessários uns 2, 3 mil. Os livros para iniciantes trazem cerca de 900 caracteres. A dica é escrever cada um deles pelo menos umas cem vezes para decorar e saber que traços usar, em que ordem. Os caracteres são compostos de traços. Pode ser apenas um, como o do número um, assim ,o qual a gente lê Yi. Mas podem ser vários, como o complicado amor, ou , que a gente lê Ai, porque dói.

Cada traço tem um nome - e eles fazem toda a diferença. Hoje eu vou falar do , ou dian, um simples pontinho, encontrado ali na parte mais de baixo do caractere grande, , ou dai, por exemplo.

Estava eu em casa mostrando pra minha empregada meu chá preferido, cujo nome não sabia e que não é tão fácil de achar por aqui. Ele é um líquido de coloração marrom-dourada, a coisa mais parecida que me ocorre agora é gasolina para comparar. Mas o gosto é tri bom, nada doce, mas nada amargo também. Ao ver o rótulo, ela me perguntou o nome. Olhei e soltei um "malong cha".

- Errado - disse ela, rindo.

- Niaolong cha? - perguntei, numa segunda tentativa.

- Errado de novo - e ela caiu na gargalhada.

Depois me perguntou seriamente se eu não percebia que não poderia ser niao, posto que niao tem um dian a mais no meio. E muito menos poderia ser ma, que não tem dian nenhum, até a forma é diferente. A leitura correta do caractere em questão, aliás, ela me informou, é wu. Estava tomando wulong cha, recomendadíssimo.



Para quem quiser reconhecer pelo rótulo, compre aqueles que vêm identificados como 乌龙茶 (wulong cha), ok? Se ainda sobrou curiosidade, eu confundi o com da primeira vez, que se lê ma e significa cavalo. Depois, tasquei um , que lemos niao e significa pássaro. Aliás, durante a Olimpíada, o caractere foi mais do que famoso, pois 鸟巢 se refere ao Ninho de Pássaro, Niao Chao na leitura mandarinística, o nome do estádio principal das competições em 2008.

Aprendeu tudinho?

6 comentários:

kika disse...

bah, vou ter que comentar!
moro em guangzhou e estudo chinês aqui há um ano, acabei de começar o terceiro semestre.
entendo o sofrimento, compartilho dele e ainda ofereço um ombro amigo.
estudar chinês faz eu me sentir muito burrinha ou, pelo menos, bastante lenta hehe
em novembro do ano passado resolvi ver como era e fiz o HSK. sempre vale a experiência, mas foi foda, viu.
também tento me agarrar nesses números "com X caracteres dá pra fazer isso, com mais x isso" o problema é que esses X caracteres possibilitam um infinito de combinações que raramente tem um significado óbvio.
enfim, estudar chinês é superar a frustração ;T

Jana Jan disse...

Oi, Kika!
Pois 'e, guria... tem horas em que da vontade de sair correndo. Passei duas horas agora fazendo tema de casa. Ou seja, o chines ta, por enquanto, tomando umas cinco horas do meu dia. Depois acho que soh piora. hahaha

Mas boa sorte pra ti. Acho supervalido se superar e eu, na verdade, tou adorando tentar.

Beijo

amilton disse...

acredite se quiser, eu já ouvi esta explicação: o "dian" que tem em "niao" representa o olho do pássaro. o ideograma "wu", originalmente, significa "corvo", e no pássaro preto o olho não se destaca do resto do corpo, por isso o "dian" sumiu. ahã. hoje "wu" também quer dizer "preto" (viu a relação? tudo muito lógico...). vc é fã do "chá do dragão preto", especialidade de fujian e taiwan. e eu também. :-)

amilton disse...

conhece este site? me ajuda muito no estudo da escrita e do vocabulário: www.nciku.com

abração!

Jana Jan disse...

Amilton, não conhecia o site, não, vou olhar, valeu.

Quer dizer que é chá do dragão preto! Adouro. E estou preparando uma viagem pra Fujian, acho que vou me dar tri bem.:)

Amei tua visita, volte sempre.

kika disse...

nossa, esse site é muito bom mesmo. tem um reconhecimento de escrita fantástico, sem falar que se tu criar um login uma ferramenta pra ajudar a "decorar" o caracteres é disponibilizada.
dos sites que conheço com dicionários on-line, o melhor.